300 Anos de benção da Mãe Aparecida

0

POR VICTOR HUGO BARROS (A12)

Mais de 155 mil peregrinos estiveram no Santuário Nacional até as 12h deste 12 de outubro, feriado da Padroeira do Brasil, segundo dados parciais divulgados pelo Santuário Nacional. Só na missa das 9h30, a principal do dia, cerca de 40 mil pessoas lotaram a Esplanada João Paulo II, onde aconteceu a celebração, que neste ano foi campal. Outros 20 mil devotos participaram da Eucaristia dentro da Basílica, em virtude das altas temperaturas registradas em Aparecida (SP) na manhã de hoje.

O clima auxiliou famílias e grupos que aproveitaram para passar a madrugada acampados no complexo do Santuário. Ao todo, mais de 500 barracas foram contabilizadas durante a noite.

A luz da lua também iluminou 8.500 caminhantes, que vieram a pé até o maior templo mariano do mundo pela Rodovia Presidente Dutra, segundo dados contabilizados das 0h às 11h de hoje pela concessionária que administra a via. De 1º de setembro até o começo desta tarde, foram cerca de 18 mil deles caminhando pela principal rota do país.

Os romeiros que vieram de carro também encheram o maior estacionamento da América Latina, que fechou seus portões por duas vezes neste 12 de outubro. A primeira no começo da manhã, às 5h, reabrindo às 7h30. Já a segunda às 8h30, retomando a operação às 10h.

Thiago Leon

Foto de Thiago Leon

O impacto foi sentido na Dutra. No sentido Rio de Janeiro, foram contabilizados mais de 10km de lentidão esta manhã. Já no sentido São Paulo, a via ficou parada por cerca de 2km.

Para bem acolher os peregrinos, serviços essenciais contam com horários de atendimento diferenciados. O posto médico do Santuário, por exemplo, iniciou suas atividades às 5h e só fechou as portas às 23h. Durante todo o dia, 550 atendimentos foram registrados no espaço.

A programação seguiu até a noite, com uma missa ás 19h, presidida pelo arcebispo de Aparecida, Dom Orlando Brandes, seguida do Festival da Padroeira, show que reuniu 12 artistas que homenagearam Nossa Senhora Aparecida. As festividades se encerraram com um show pirotécnico às 23h.

Mensagem do Papa Francisco aos brasileiros pelos 300 anos de Aparecida

O Pontífice gravou uma videomensagem, em português, em que recorda sua visita ao Santuário Nacional, em 2013. “Naquela ocasião, inclusive, manifestei meu desejo de estar com vocês no ano jubilar; mas a vida de um Papa não é fácil.”

Com “saudades” do país, Francisco conclui a mensagem com um encorajamento: “O Brasil, hoje, necessita de homens e mulheres que, cheios de esperança e firmes na fé, deem testemunho de que o amor, manifestado na solidariedade e na partilha, é mais forte e luminoso que as trevas do egoísmo e da corrupção”.

Confira o vídeo

 

Texto da mensagem do Papa Francisco

Querido povo brasileiro

Queridos devotos de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil

Minha saudação e minha bênção especial para todos vocês que estão vivendo em Cristo Jesus o Ano Mariano do Jubileu dos 300 anos do encontro da Imagem da Virgem Mãe Aparecida nas águas do Rio Paraíba do Sul.

Em 2013, na ocasião de minha primeira viagem apostólica internacional, tive a alegria e a graça de estar no Santuário de Aparecida e rezar aos pés de Nossa Senhora, confiando-lhe o meu pontificado e lembrando o povo brasileiro com a acolhida tão calorosa, que vem do seu abraço e coração generoso. Naquela ocasião, inclusive, manifestei meu desejo de estar com vocês no ano jubilar; mas a vida de um Papa não é fácil. Por isso, quis nomear o Cardeal Giovanni Battista Re como Delegado Pontifício para as celebrações do dia 12 de outubro. Confiei a ele a missão de garantir assim a presença do Papa entre vocês!

Ainda que não esteja fisicamente presente, quero entretanto, por meio da Rede Aparecida de Comunicação, manifestar meu carinho por este povo querido, devoto da Mãe de Jesus. O que deixo aqui são simples palavras, mas desejo que vocês as recebam como um fraterno abraço nesse momento de festa.

Em Aparecida – e repito aqui as palavras que proferi em 2013 no altar do Santuário Nacional – aprendemos a conservar a esperança, a deixar-nos surpreender por Deus e a viver na alegria. Esperança, querido povo brasileiro, é a virtude que deve permear os corações dos que creem, sobretudo, quando ao nosso redor as situações de desespero parecem querer nos desanimar. Não se deixem vencer pelo desânimo. Não se deixem vencer pelo desânimo. Confiem em Deus, confiem na intercessão de nossa Mãe Aparecida. No Santuário de Aparecida e em cada coração devoto de Maria podemos tocar a esperança que se concretiza na vivência da espiritualidade, na generosidade, na solidariedade, na perseverança, na fraternidade, na alegria que, a sua vez, são valores que encontram a sua raiz mais profunda na fé cristã.

Em 1717, quando foi retirada das águas pelas mãos daqueles pescadores, a Virgem Mãe Aparecida já os inspirou a confiar em Deus que sempre nos surpreende. Peixes em abundância, graça derramada de modo concreto na vida dos que estavam temerosos diante dos poderes estabelecidos. Deus os surpreendeu. Pois. Aquele que nos criou com amor infinito, nos surpreende sempre! Deus nos surpreende sempre!

Nesse Jubileu festivo em que comemoramos os 300 anos, daquela surpresa de Deus, somos convidados a sermos alegres e agradecidos. “Alegrai-vos sempre no Senhor” (Fl4,4). E que essa alegria que irradia dos seus corações transborde e alcance cada canto do Brasil, especialmente as periferias geográficas, sociais e existenciais que tanto anseiam por uma gota de esperança. O singelo sorriso de Maria, que conseguimos vislumbrar em sua imagem, seja fonte do sorriso de cada um de vocês diante das dificuldades da vida. O cristão jamais pode ser pessimista! O cristão jamais pode ser pessimista!

Por fim, agradeço ao povo brasileiro pelas orações que diariamente me oferecem, especialmente durante as celebrações da Santa Missa. Rezem pelo Papa e tenham certeza de que o Papa sempre reza por vocês. Juntos, de perto ou de longe, formamos a Igreja, Povo de Deus.  Cada vez que colaboramos, ainda que de maneira simples e discreta, com o anúncio do Evangelho, tornamo-nos, assim como Maria, um verdadeiro discípulo e missionário. E, o Brasil, hoje, necessita de homens e mulheres que, cheios de esperança e firmes na fé, deem testemunho de que o amor, manifestado na solidariedade e na partilha, é mais forte e luminoso que as trevas do egoísmo e da corrupção.

Com saudades do Brasil, com saudades do Brasil, concedo-lhes a Bênção Apostólica, pedindo a Nossa Senhora Aparecida que interceda por todos nós!

Assim seja.

Sobre o Autor

Os comentários estão fechados.

Comente pelo Facebook