Aprender a conhecer o mistério de Deus, pede Papa em homilia

0

O Papa Francisco celebrou, nesta terça-feira, 6, a Santa Missa na solenidade da Epifania. Na Basílica de São Pedro, Francisco comentou o exemplo dos Magos do Oriente, que estavam à procura de Jesus e foram guiados pelo Espírito Santo, para enfatizar que todos são chamados a fazer esse mesmo caminho de conversão e aprender a conhecer o mistério de Deus.

Na solenidade de hoje, a Igreja convida a uma reflexão sobre o caminho percorrido pelos magos do Oriente, homens sábios que viviam num contexto cultural com crenças que atribuíam às estrelas explicações sobre as vicissitudes humanas. “Os Magos representam os homens e as mulheres à procura de Deus nas religiões e nas filosofias do mundo inteiro: uma busca que jamais terá fim”, disse o Papa.

Francisco lembrou que foi o Espírito Santo que chamou os magos para se colocarem a caminho na procura pela verdadeira Luz. Ao longo do trajeto, encontraram dificuldades, como os momentos de escuridão e desolação no palácio de Herodes, mas conseguiram superá-las graças ao Espírito Santo.

Outra tentação que se apresentou aos magos foi a de rejeitar a pequenez do Menino Jesus, mas o Papa explicou que, em vez de cederem à tentação, eles adoraram Jesus e ofereceram a Ele os seus dons simbólicos.

“É sempre a graça do Espírito Santo que os ajuda: aquela graça que, por meio da estrela, os chamara e guiara ao longo do caminho, agora fá-los entrar no mistério. Guiados pelo Espírito, chegam a reconhecer que os critérios de Deus são muito diferentes dos critérios dos homens, já que Deus não Se manifesta no poder deste mundo, mas vem até nós na humildade do seu amor. Assim os Magos são modelo de conversão à verdadeira fé, porque acreditaram mais na bondade de Deus do que no brilho aparente do poder”.

Trazendo a reflexão para o contexto atual, Francisco mencionou realidades como as guerras, exploração de crianças, torturas, tráficos de armas e comércio de pessoas, destacando que Jesus está em todas as pessoas que sofrem com tais situações.

“O presépio propõe-nos um caminho diferente do sonhado pela mentalidade mundana: é o caminho do abaixamento de Deus, a sua glória escondida na manjedoura de Belém, na cruz do Calvário, no irmão e na irmã que sofre (…) Peçamos ao Senhor que nos conceda fazer o mesmo caminho de conversão vivido pelos Magos. Que nos defenda e livre das tentações que escondem a estrela”.

Por papa.cancaonova.com

Sobre o Autor

Os comentários estão fechados.

Comente pelo Facebook