Dia dos Avós

0

Por Thiele Piotto.

Você já parou para pensar na importância dos nossos avós para nós?

Com algumas décadas de experiência a mais que nós, nossos amados velhinhos nos oferecem sabedoria, sensatez e, além de tudo, consciência de nós mesmos. Afinal, eles são nosso contato mais próximo com o passado mais distante, e nos permitem saber como foi a vida da nossa família na História… e também como tem sido a história da nossa família até o presente. Inclusive, esse contato é importante, afinal nós seremos os avozinhos de amanhã e teremos também essa bela e importante tarefa de transmitir história, cultura e sabedoria.

O Papa Francisco diz: “O idoso não é um extraterrestre. O idoso somos nós dentro de pouco tempo, de bem pouco tempo, ainda que não pensemos nisso”.

E por que será que o papa nos adverte dessa maneira? Provavelmente por observar uma cultura que hoje parece promover ao idoso uma vida isolada e solitária, ignorando seu valor e sua estima. Ainda que nos pareçam frágeis, ou que se queixem diariamente de dores, ou mesmo que não possamos mais conversar com eles, por eventuais deficiências adquiridas ao longo da vida, há, em cada idoso, uma vida de experiências, superações, de alegrias e também de sofrimentos. Podemos entender, então, que os idosos são o tesouro da humanidade, uma verdadeira riqueza!

As civilizações mais antigas sempre souberam valorizar a sabedoria que um idoso carrega, por isso não faz sentido desmerecermos tudo isso, por isso o papa também nos fala: “os idosos são uma riqueza, não podem ser ignorados, porque essa civilização só seguirá adiante se souber respeitar sua sensatez e sua sabedoria”.

Além disso, há algo ainda mais profundo, pelo qual devemos amar, respeitar e valorizar nossos avós e todos os idosos: são pessoas a quem Deus deu uma vida longa e que ainda têm uma missão a cumprir por aqui. Pensemos, assim, em São Joaquim e Santa Anna, avós de Jesus e padroeiros de hoje, 26 de julho. A missão deles foi a de preparar Maria de tal maneira que sendo tão jovem soube ser obediente a Deus, mas também foram os avós de Jesus, tendo para o Senhor esse mesmo valor que nossos avós devem ter para nós.

Nesse Jubileu da Misericórdia, convidamos a uma reflexão: como você está vivendo a Misericórdia com seus avós e com os idosos?

Hoje o dia é mais doce, é dia de visitar nossos avós, rezar com eles, rezar por eles, agradecê-los pelos ensinamentos, por serem canal de cultura, canal de fé, talvez pelos bolos, comidas e quitutes que nos preparam (rs), mas, sobretudo, pelo doce amor que nos permitem experimentar.

Que São Joaquim e Santa Anna roguem por nós e por nossos queridos avós; os que estão conosco e os que já partiram.
É dia de agradecer.

Feliz Dia dos Avós!

Sobre o Autor

Para para contribuir com nossos trabalhos nos contate pelo e-mail comunicacao@setorjuventudesa.com.br.

Os comentários estão fechados.

Comente pelo Facebook