Dia dos Namorados – Esperando, esperei no Senhor.

0

Por Fernanda Marqui

O medo de estar sozinho nos leva a caminhos não planejados por Deus para nós. O medo da solidão é nada mais nada menos do que buscar preencher o vazio da ausência de Deus em coisas ou pessoas.

Quando adolescente, eu era uma menina muito ansiosa e com isso não sabia reconhecer a voz de Deus na minha vida, sabia que havia algo de diferente em mim, mas não compreendia muito bem isso, via minhas amigas ficando com os meninos e logo pensava que havia algo de errado comigo. O que na verdade, descobri que os meninos achavam que eu era uma garota para namorar e me respeitavam… E eu na busca incessante pela felicidade achava que a encontraria em uma pessoa.

Até que depois de um certo tempo quebrando a cabeça, coloquei a decisão no meu coração que eu não iria dizer sim a ninguém até que eu aprendesse a ser feliz sozinha, entendi o significado de esperar em Deus. Mas logo me vinha a pergunta: “Como poderei saber quem é a pessoa certa?” Aprendi uma simples oração: “Deus afasta de mim quem não for para o meu bem. Amém!” E na dor da consequência comecei a compreender que Ele estava me ouvindo.

A partir daí, comecei a estabelecer um diálogo diário ainda mais estreito com Deus através da oração. E descobri com nó na garganta há quanto tempo Ele estava me esperando. Quanto amor… Minha vida se encheu de alegria, me dediquei a estudar e conhecer mais a nossa Igreja, me dediquei ao serviço e mergulhei sem medo na Missão da vida em comunidade.

Vivi o momento mais intenso de minha fé na JMJ, e lá naquela vigília na areia de Copacabana, quando em meio a 3 milhões de pessoas eu ouvi o silêncio mais profundo de Deus, eu não escutava nem o som do mar e por um momento confesso que fiquei assustada quando deixei também de escutar o som do helicóptero, pude sentir a Presença d’Ele, não sou de chorar mas ali ao sentir o que estava vivendo me acabei em lágrimas e ao som da canção Lord i need You do Matt Maher, eu discuti sério com Jesus, disse a Ele: “Dê um rumo em minha vida, eu me entrego em suas mãos. Me mostre, o que o Senhor quer de mim?” Estava disposta a atender seu chamado, mesmo sem saber para onde me levaria…

IMG_4875 Três meses depois, no dia 13 de Outubro fui convidada para compor a comissão do Setor Juventude… E ali naqueles dias eu estava vivendo uma crise, hoje posso dizer que era sim uma crise vocacional. Nosso assessor Padre Ademir me pediu: Fernanda, cante um refrão orante na oração?

E eu dei início ao que estava sendo minha oração diária:
“Deus é amor, arrisquemos viver por amor. Deus é amor. Ele afasta o medo!”

Quando abri os olhos vi o Felipinho me olhando… Eu não o conhecia e ele se aproximou de mim através do diálogo. Na semana seguinte ele disse que era alguém como eu que ele queria ao lado dele e que me esperaria 20 anos se fosse preciso. Nós não ficamos, 11 dias depois não tive medo, aceitei seu pedido de namoro, em meio a tanta oração e conversas com padres amigos, eu soube discernir.

E tudo o que posso dizer é que Deus nos prepara e prepara cada linha de nossa vida.
Eu e o Felipe caminhamos e buscamos a oração para reconhecer o que Deus quer de nós. Minha vida se transformou desde que o conheci e temos como escolha de vida servir a Deus sempre na alegria, nos ajudando e sendo Um só. Nos conhecemos mais a cada dia, e vivemos as dificuldades de um casal que busca servir a Deus. São muitas as atividades pastorais e viver em comunidade é um desafio diário, nós dois temos nossas paróquias distintas e os nossos trabalhos pastorais lá… Nossa vida é uma entrega diária ao serviço e sabemos da responsabilidade de muitas vezes ser referência para muitos jovens.

Temos nossas diferenças e são muitas… porém o que nos sustenta não é somente o amor que existe em nós mas sim, a certeza de que quem nos uniu foi Deus.

Na verdade, o que tenho a dizer é que Deus colocou em minha vida alguém que me aproximou ainda mais d’Ele, no amor a nossa Diocese, servimos e usamos nossos dons e tempo para sermos gratos às maravilhas que Deus fez conosco. Sacrificamos vários filmes, muitas pipocas, momentos de diversão para atender o chamado ao serviço e sempre vale a pena…

Seg_Núncio_Dom_Giovanni_31Hoje dia dos namorados, a palavra é gratidão… Pois se um dia vivi a escuridão e busquei ser feliz fora de Deus, hoje sei que vale a pena além de esperar, confiar em nosso Pai e sei também que é necessário permanecermos vigilantes e na oração para que como casal continuemos doando nossos dons individuais, doando também aqueles dons que adquirimos juntos e repartindo todo amor que Deus derrama em nós.

Feliz dia dos namorados a você solteiro, aproveite esse dia para declarar seu amor a Deus, Ele te espera desde quando você foi gerado… Eu confiei, e afirmo se Ele tivesse me chamado à vida religiosa eu estava disposta a ir. Então confie e espere n’Ele também. E não tenha dúvidas, quando mergulhar no amor de Deus a solidão não mais existirá!

E ao meu namorado que é meu melhor amigo, expresso minha gratidão, o meu amor e o pedido de coragem para que continuemos a caminhar retamente e que possamos manter Deus sempre no centro de nossas vidas, sem tirar os olhos da Cruz.

Dou testemunho:
“Esperando, esperei no Senhor, e inclinando-se, ouviu meu clamor.
Retirou-me da cova da morte e de um charco de lodo e de lama.

Colocou os meus pés sobre a rocha, devolveu a firmeza a meus passos.
Canto novo ele pôs em meus lábios, 
um poema em louvor ao Senhor.

Eis que venho Senhor, com prazer faço a vossa vontade” Salmo 39(40)”

Sobre o Autor

Quer fazer parte da equipe de comunicação do Setor Juventude?
Entre em contato ali em cima e venha somar nessa missão de Evangelizar através dos meios de comunicação.

Os comentários estão fechados.

Comente pelo Facebook