Dia Mundial de Oração pelas Vocações. E qual é a sua?

0

Por Camila Vitor.

No 4º domingo após a Páscoa, é comemorado o Domingo do Bom Pastor, e celebra-se também o dia mundial de Oração pelas Vocações. Dia de pensar sobre nossas próprias vocações e perguntar ao dono da messe: “Senhor, que queres que eu faça?”.

O Bom Pastor conhece suas ovelhas, e chama a cada uma pelo nome. Assim também é Deus conosco, chamando-nos a trabalhar com Ele e para Ele através das mais diversas formas.

É missão de todo batizado assumir sua vocação como Igreja, seja ela matrimonial, leiga ou consagrada, cada um tem seu lugar de atuação no corpo de Cristo que juntos formamos.

Para bem viver qualquer que seja a escolha de Deus para nossa vida, é necessário primeiro a oração constante, pois é através dela que somos fortalecidos e encontramos a rocha para nossa caminhada, depois, como o Papa Francisco ensina em sua mensagem para este dia, utilizando as sábias palavras de Bento XVI, a “saída” de si; “O êxodo permanente do eu fechado em si mesmo para a sua libertação no dom de si e, precisamente dessa forma, para o reencontro de si mesmo, mais ainda para a descoberta de Deus” (Bento XVI, Carta enc.Deus caritas est, 6).

O “êxodo” é um desapegar-se de si e do que está em sua volta, é deixar o comodismo e o medo de lado, e avançar para águas mais profundas, para encontrar a si e a Deus através do serviço ao outro, sendo promotor de encontros.

Todas as escolhas deixam coisas para trás. Ao se casar, o casal deixa seu pai e sua mãe, para juntos serem um, prontos para construir uma nova família e darem continuidade e exemplo do plano de vida do Mestre.

Os sacerdotes e religiosas também deixam sua família para ser um com a Igreja, da forma mais bela que se pode imaginar, pondo-se á serviço da comunidade, auxiliando os pais na criação dos filhos, aconselhando casais, ensinando, levando pessoas ao encontro de Deus através dos sacramentos, de gestos, uma vocação abençoada, capaz de fazer surgir novas vidas e vocações.

Todos nós temos medo das novas realidades que se apresentam a nós, porém a vocação, quando despertada, permanecerá ali, inquietando, até que a resposta seja dada. Deus é suave ao dizer “Vem e segue-me” aos que quer como esposo ou esposa da Igreja, mas é também como um vento impetuoso, transformando a vida desde o momento da inquietação até a resposta definitiva. E Ele aguarda o nosso sim! Todos somos criados para assumir uma missão na criação, ser co-autor da obra divina, basta atentar-se aos sinais do dono da messe e escutar para onde Ele nos chama.

Você já pensou sobre a missão para a qual Deus criou você?

Sobre o Autor

Para para contribuir com nossos trabalhos nos contate pelo e-mail comunicacao@setorjuventudesa.com.br.

Os comentários estão fechados.

Comente pelo Facebook