Dom Luciano Mendes de Almeida, servo de Deus e dos pequeninos

0

Por Camila Vitor.

Relembramos hoje os 10 anos da Páscoa de Dom Luciano Mendes de Almeida. Mas quem de fato foi Dom Luciano?

Dom Luciano Mendes de Almeida nasceu no Rio de Janeiro, no dia 5 de outubro de 1930. Foi o primeiro bispo jesuíta no Brasil, nomeado em 1976 pelo papa Paulo VI, sendo bispo auxiliar da Arquidiocese de São Paulo e posteriormente Arcebispo de Mariana (MG). Foi um grande destaque do episcopado brasileiro, atuando na defesa dos direitos humanos e no serviço aos pobres. Teve como lema episcopal “In nomine Jesu”, que também é o lema de Dom Pedro Cipolini. Foi secretário geral e presidente da CNBB. Atuou na Pontifícia Comissão Justiça e Paz, do Conselho Episcopal Latino-Americano e da Comissão Episcopal para a Superação da Miséria e da Fome.

Celebramos também hoje o aniversário nacional da Pastoral do Menor, que foi iniciativa dele, no ano de 1977. Mais que somente a criação de outra pastoral, Dom Luciano vivia verdadeiramente ao serviço dos mais necessitados. Nas palavras do Padre Marcelo Marostica, da Arquidiocese de São Paulo, “Dom Luciano tinha um único medo na vida. Que as pessoas morressem de fome de Deus. A vida dele nos ensina que devemos carregar conosco o óleo da esperança, o óleo da confiança e ainda, o óleo do amor. Nos ensina que nunca devemos sair para a missão desabastecidos com esses óleos”.

PastoralMenor27-08

Atualmente, a Pastoral do Menor atua em quatro áreas de ação, atendendo a crianças e adolescentes em situação de risco pessoal e social; adolescentes autores de ato infracional; famílias de crianças e adolescentes; na busca por políticas públicas de promoção e defesa dos Direitos das Crianças e Adolescentes. A Pastoral desenvolve estratégias para a erradicação do trabalho infantil, violência doméstica, analfabetismo, evasão escolar, abuso e exploração sexual e outras violações de direitos. O trabalho é realizado em 16 dos 18 regionais da CNBB, alcançando todas as regiões do Brasil.

Além da Pastoral do Menor, Dom Luciano realizou também a reestruturação dos serviços de atendimento pastoral e social na Arquidiocese de São Paulo, a recuperação do acervo histórico, artístico e cultural, investimento nos meios de comunicação social, bem como também a fundação da TV Redevida, entre outros.

No dia 27 de Agosto de 2014, Dom Luciano Mendes de Almeida tornou-se servo de Deus, primeiro passo para sua canonização. Mais que um servo de Deus, ele foi primeiro um servo dos humildes, dos pobres, dos simples e dos marginalizados. Ele fazia os pequenos gestos e palavras serem carregados de suma importância, capazes de gerar conforto, consolo e alívio a quem os ouvia, vivendo a alegria do Evangelho que atualmente o Papa Francisco nos propõe.

Soube enxergar em todas as ocasiões e momentos a oportunidade de viver a alegria do serviço ao outro, mas, sobretudo, de anunciar esta alegria àqueles que mais necessitavam. Dom Luciano levou a vida regada a caridade, amor ao próximo, serviço, doação, disposição em abrir mão de sua vontade para realizar a vontade de Deus.

Quando tornou-se presidente da CNBB, declarou: “Peço a Deus atuar na conversão dos homens do egoísmo ao verdadeiro amor, sem conformismo e sem a impaciência dos violentos, para que as estruturas de convivência humana correspondam cada vez mais à dignidade dos filhos de Deus.”

Que Dom Luciano, exemplo vivo de dedicação e serviço aos pequeninos, chegue um dia aos altares e permaneça sendo para nós fonte de inspiração para continuarmos fazendo o reino de Deus acontecer já aqui na Terra, tendo como base as bem aventuranças, pois “Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus!” (Mateus 5,3)

Sobre o Autor

Para para contribuir com nossos trabalhos nos contate pelo e-mail comunicacao@setorjuventudesa.com.br.

Os comentários estão fechados.

Comente pelo Facebook