E o Protagonismo Juvenil?

0

Com profetismo e alegria respondem ao chamado do Deus da vida
Para lutar com coragem contra a injustiça e a exclusão
Diante de um mundo em mudanças promovem o novo e são protagonistas
De iniciativas de solidariedade e vida em comunhão
(Canta Latino América Jovem)

Vida pessoal, trabalho, namoro, escola, curso, faculdade, atividades pastorais, reunião…

Ser um jovem protagonista não é ter mais atividades que os outros. Não é estar sempre atarefado, sem tempo, com várias preocupações. Ser um jovem protagonista é começar. Tomar iniciativa e agir. Pensar em soluções que beneficiam a maior quantidade de pessoas.

Ser um jovem protagonista também não é ser o personagem principal. Não é apenas destacar-se, não é ensaiar o que será apresentado. Não é fazer mais ações que os outros e vangloriar-se delas. Ser jovem protagonista é participar desde a origem da ideia e acreditar nela.

O Protagonismo Juvenil surge como opção, mas apenas o jovem pode decidir se aceitará, ou não, o convite à ação.  É vontade e desejo do jovem em ser e fazer pelo próximo. Agir em prol do maior número de beneficiados. É lutar pelo bem comum sem deixar de viver a juventude.

Podemos ser jovens protagonistas em todos os lugares. Nas comunidades de bairro, grupos de base, em nossa paróquia, onde estudamos e onde trabalhamos. Para sermos jovem e protagonista só é necessário ter coragem e fé.

Bons exemplos atuais de Protagonismo Juvenil não faltam.  Aos 16 anos, a paquistanesa, Malala Yousafzai se fez ouvir na ONU e no mundo inteiro, mesmo diante do regime Talibã que proibiu o acesso de meninas à escola. Malala só queria que as meninas tivessem o direito à educação, como os meninos da região.

A liderança de organizações como MPL (Movimento Passe Livre), Coletivo Juntos! e muitos outros que foram tão importantes nas Jornadas de Junho, em 2013, são coordenadas por jovens. E há muitos jovens agindo, neste momento, em comunidades e projetos que desconhecemos.

Porém, nosso maior e melhor exemplo de protagonismo na juventude é o de Jesus Cristo. Ele era jovem comum, com dúvidas e anseios, mas que se preocupava com o bem de todos, não proibia a liberdade, liderava, amadurecia e apoiava seus amigos discípulos.

Durante a Vigília na JMJ 2013, Papa Francisco nos deixou um recado: “Por favor, não deixem que outros sejam os protagonistas da mudança. Vocês são os que têm futuro! Através de vocês, entra o futuro no mundo. A vocês, eu peço que também sejam protagonistas desta mudança”. Não esqueçamos jamais destas palavras e continuemos unidos por uma sociedade mais justa e mais fraterna.

Sobre o Autor

Para para contribuir com nossos trabalhos nos contate pelo e-mail comunicacao@setorjuventudesa.com.br.

Os comentários estão fechados.

Comente pelo Facebook