Em São Paulo, líderes de diversas religiões reuniram-se para pedir pela paz no Oriente Médio e no mundo

0

Da redação, com Arquidiocese de SP

líderes

Foto: Arquidiocese de São Paulo

Cristãos, judeus e muçulmanos reuniram-se na Catedral da Sé, na tarde deste domingo, 7, para um encontro inter-religioso, pedindo, “em nome de Deus, paz” no Oriente Médio e no mundo.

Participaram do ato líderes cristãos – Igrejas Católica Apostólcia Romana, Católica Greco-Melquita, Ortodoxa Antioquina, Episcopal Anglicana, Evangélica de Confissão Luterana e Presbiteriana Unida –, Comunidade Muçulmana e Congregação Israelita Paulista, além da presença na assembleia de membros de tradições religiosas como o Budismo e religiões de matriz africana.

No ato, os líderes fizeram orações e preces pela paz segundo suas tradições. A celebração contou também com a participação do Coral da Catedral da Sé, além da cantora de origem judaica Fortuna Safdié e do coral dos monges do Mosteiro São Bento.

Após o momento de oração, houve uma caminhada até o Pátio do Colégio, local da fundação da cidade de São Paulo, onde as lideranças religiosas assinaram uma declaração conjunta pela paz.

ASSISTA:

Sobre a iniciativa

Em entrevista coletiva com os demais idealizadores do encontro, o arcebispo metropolitano de São Paulo, Cardeal Odilo Pedro Scherer, falou aos jornalistas que este momento de oração pela paz foi pensado diante da situação de conflitos em que o mundo se encontra. “As religiões querem, podem e devem contribuir com a convivência pacífica e, sobretudo, que o nome de Deus não seja usado para promover a guerra e a violência contra quem quer que seja, mas para promover a fraternidade e paz no respeito e na justiça”, disse.

“A iniciativa de Dom Odilo de abrir a sua casa [a Catedral]para uma oração conjunta veio em uma hora importante, porque nós testemunhamos cristãos sendo perseguidos por serem cristãos, muçulmanos sendo perseguidos por serem muçulmanos e judeus sendo perseguidos por serem judeus. É isso que nós não devemos aceitar de forma alguma”, afirmou o Rabino Michel Schlesinger, da Congregação Israelita Paulista.

O Xeique Houssam El Boustani, da Comunidade Muçulmana de São Paulo, também falou sobre o objetivo do encontro. “Da casa de Deus, Catedral da Sé, queremos levantar a vós da paz para o mundo inteiro. Queremos mostrar que as casas de Deus são lugares que transmitem tranquilidade, a fé e a paz. Nós condenamos qualquer tipo de violência em nome de Deus, ou praticada em nome das religiões”.

Por: Notícias Canção Nova

Sobre o Autor

Quer fazer parte da equipe de comunicação do Setor Juventude? Entre em contato ali em cima e venha somar nessa missão de Evangelizar através dos meios de comunicação.

Os comentários estão fechados.

Comente pelo Facebook