Feliz Dia da Mulher!

0

Por Thiele Piotto.

No dia de hoje as mulheres são particularmente homenageadas. É claro que o dia da mulher, do homem, da criança, do idoso, dos pais é todo dia, contestando a corriqueira piada que muitos fazem nessas datas específicas. Todos merecem atenção e afeto todos os dias. No entanto, é importante marcar um dia no calendário para fazer uma recordação especial. Essa data marca a importante luta das mulheres que buscaram afirmar sua dignidade diante da sociedade e reivindicar seus direitos na questão trabalhista, rompendo com duras tradições em torno da figura da mulher.

Hoje essa tradição recorda o Dia Internacional da Mulher, resgatando a força e sensibilidade do perfil feminino. São João Paulo II dirigiu uma belíssima carta às mulheres, em que agradece a presença feminina em cada uma de suas funções e participações no âmbito social, familiar e humano. Confira a seguir e comemore com consciência e admiração esse dia:

“Obrigado a ti, mulher-mãeque te fazes ventre do ser humano na alegria e no sofrimento de uma experiência única, que te torna o sorriso de Deus pela criatura que é dada à luz, que te faz guia dos seus primeiros passos, amparo do seu crescimento, ponto de referência por todo o caminho da vida.

Obrigado a ti, mulher-esposaque unes irrevogavelmente o teu destino ao de um homem, numa relação de recíproco dom, ao serviço da comunhão e da vida.

Obrigado a ti, mulher-filha mulher-irmãque levas ao núcleo familiar, e depois à inteira vida social, as riquezas da tua sensibilidade, da tua intuição, da tua generosidade e da tua constância.

Obrigado a ti, mulher-trabalhadoraempenhada em todos os âmbitos da vida social, econômica, cultural, artística, política, pela contribuição indispensável que dás à elaboração de uma cultura capaz de conjugar razão e sentimento, a uma concepção da vida sempre aberta ao sentido do “mistério”, à edificação de estruturas econômicas e políticas mais ricas de humanidade.

Obrigado a ti, mulher-consagradaque, a exemplo da maior de todas as mulheres, a Mãe de Cristo, Verbo Encarnado, te abres com docilidade e fidelidade ao amor de Deus, ajudando a Igreja e a humanidade inteira a viver para com Deus uma resposta  “esponsal”, que exprime maravilhosamente a comunhão que Ele quer estabelecer com a sua criatura.

Obrigado a ti, mulherpelo simples fato de seres mulherCom a percepção que é própria da tua feminilidade, enriqueces a compreensão do mundo e contribuis para a verdade plena das relações humanas.”

29 de Junho de 1995 – Trecho da Carta do Papa João Paulo II às mulheres 

Sobre o Autor

Para para contribuir com nossos trabalhos nos contate pelo e-mail comunicacao@setorjuventudesa.com.br.

Os comentários estão fechados.

Comente pelo Facebook