Francisco o homem da harmonia e da paz

0

Diz a tradição, que Jesus disse a Francisco: “Querido Francisco, se queres descobrir a minha vontade, tens que desprezar tudo o que amastes até agora e amar tudo o que desprezastes”.Quando começares a fazer isso, verás como as coisas amargas vão se tornar doces como o mel, e as que até agora te agradaram vão parecer insípidas e desagradáveis.”¹

Filho de comerciante italiano e de mãe francesa, Giovanni di Pietro di Bernardone hoje conhecido como São Francisco de Assis, homem exemplo a ser seguido por toda a sociedade, cristão que segundo as fontes franciscanas e senso comum mais se assemelhou a Cristo em suas atitudes e piedade, homem que abandonou sua herança e seus bens para ganhar e seguir a maior e mais bela das riquezas, de cavaleiro de guerras a herói de Cristo.
Francisco, jovem nascido em Assis, sempre possuiu grande desejo em ser um cavaleiro e herói, em sua juventude sempre foi um homem de vida desregrada, popular em Assis vivia acompanhado de seus amigos em noites de bebedeiras, muitas vezes patrocinada por ele, era de família rica e esbanjava seu dinheiro. Em determinado tempo Francisco encontrou se abatido por enfermidade, onde o Senhor começou a molda-lo, mas o homem que habitava dentro foi reavivado, pois teve noticia que um conhecido seu iria para Apúlia em um conflito, mal sabia que sua vida em alguns dias tomaria outro rumo. O jovem muda radicalmente após ouvir o chamado de Cristo e este ecoar em sua alma e ferir seu coração, o dinheiro muda de valor, o orgulho se transforma em vergonha, porém uma coisa não muda, a sua coragem.
Após o Senhor escolhe-lo se entregou por inteiro deu seus bens aos pobres e começou a viver de esmolas, seu pai vendo o que estava acontecendo prendeu Francisco no porão de sua casa, pois achava que seu filho estava ensandecido, preso no porão sua mãe lhe entregava comida e se entristecia pela maneira que Francisco estava sendo tratado, em um certo dia, quando seu pai ausentou se, sua mãe com sua ternura soltou lhe. Francisco fugiu retornando para o local em que estava. Nesse meio tempo seu pai estava de volta e irado foi em busca de seu filho, para levar Francisco de volta para sua casa ou reaver seus bens, possuído por coragem e amor a Cruz, o pequenino de Assis se negou a retornar a sua casa, então seu pai levou lhe a presença do Bispo da cidade para que renunciasse sua herança. Francisco o fez, despiu se não só de seus bens materiais, mas também de todo o homem velho que poderia restar dentro de si.
Aqui se inicia a vida de abandono do pequeno de Assis, homem que com grande sabedoria converteu multidões e reavivou uma Igreja que na época estava desmoronando. Interessante saber que sempre pregou com atitudes e com o evangelho, recusava a intelectualidade, mas acumulava paixão pela cruz.
Pelos corredores da Igreja, sempre ecoara o nome de São Francisco, que foi do pecado a santidade, de possuidor de riquezas a pobrezinho de Assis de orgulho a humilde servo do Senhor.

_________________________________
¹ Larrañaga, Ignacio. O irmão de Assis. 16 ed. São Paulo: Paulinas. 52 pp.

IsaakPor Isaak Negrão
Paróquia São Francisco de Assis
São Caetano do Sul

Sobre o Autor

Os comentários estão fechados.

Comente pelo Facebook