Hino da JMJ 2016

0

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) lançou em Aparecida, na sexta-feira (21) durante o Encontro Nacional dos Responsáveis Adultos pela Evangelização da Juventude, a letra cifrada e a teologia do hino da JMJ 2016 em português. A tradução e adaptação do polaco para o português esteve a cargo dos Padres Zezinho e Joãozinho e do jovem Jonas Rodrigues, da Diocese de Mogi das Cruzes (SP), após aprovação da CNBB para esta elaboração da versão em língua portuguesa.

O hino foi gravado no último dia 30 de julho, nos estúdios da Gravadora Paulinas/Comep, em São Paulo (SP), reunindo diversos nomes da música católica. Padre Joãozinho foi o responsável pela produção artística e musical e Jonas, que também é cantor e actua na Paróquia Nossa Senhora do Carmo de Mogi das Cruzes, também participou cantando a versão oficial.

Padre Joãozinho falou com os Jovens Conectados sobre esta versão em português:

“Todo este hino tem uma palavra central que é “misericórdia”. O Papa Francisco escolheu como tema/lema da Jornada Mundial da Juventude, aquela Bem-aventurança: “Bem aventurados os pobres porque eles alcançarão misericórdia”. Esta foi um pouco a nossa teologia que esteve por trás da versão. Versão não é simplesmente uma tradução, mas ela é absolutamente fiel ao original polac mas claro, que tem o nosso toque quando a gente fala de “com o seu sangue libertador, livra do mal e da dor”, a compaixão aqui na América Latina já foi traduzida em termos de libertação, solidariedade, há uma teologia da solidariedade. Parece que esta palavra que foi marcante na vida e magistério de João Paulo II, solidariedade, agora renasce no magistério de Francisco com o nome de misericórdia e Jesus é o rosto da misericórdia”

O Padre Zezinho, por sua vez, falou sobre a importância da misericórdia na evangelização da juventude:

“Ontem à tarde eu conversava com o bispo de São José dos Campos e com o Cardeal Dom João Braz Aviz e falávamos do empenho do Santo Padre com os cardeais e com todos em Roma de acentuar a compaixão. E interessante como em Roma tá todo mundo insistindo na teologia da compaixão. Eu gostei muito do que ouvi de Dom João e também do que o Papa tem pedido dos cardeais, dos outros, de acentuar a catequese da misericórdia, da compaixão. E a canção acho que vai ajudar muito, porque num mundo violento como ele está, onde as pessoas são cortadas, queimadas e decapitadas, é muito interessante a gente pensar sobre isto, sobretudo nós cristãos, porque a barbárie tomou conta do mundo e nós temos uma mensagem de compaixão. Vamos ter muitos mártires por causa disto, mas, vai ser semente de novos cristãos. Exactamente lá onde estão martirizando os cristãos e cortando-os em pedaços, é lá que o cristianismo vai renascer por causa da misericórdia”.

Padre Joãozinho explica que diferentes arranjos do hino podem ser feitos, de acordo com os ritmos próprios de cada região do país, contanto que não saia da essência. “Inculture esse hino, mas sem sair dessa questão da compaixão”, recomenda.

Fonte: Radio Vaticano

Sobre o Autor

Quer fazer parte da equipe de comunicação do Setor Juventude? Entre em contato ali em cima e venha somar nessa missão de Evangelizar através dos meios de comunicação.

Os comentários estão fechados.

Comente pelo Facebook