Missões no meu bairro: “A Africa é aqui!”

0

Como todos nós sabemos, Outubro é o mês dedicado pela Igreja às Missões e, como batizados, somos sempre chamados a sermos missionários, pois devemos atender ao mandado de Cristo: “Ide e fazei discípulos de todas as nações” (Mt 28,19).

Enquanto cristão, como posso ser um jovem missionário no mundo atual?

Diversas pessoas imaginam que ser missionário é somente sair para os lugares mais distantes e carentes para anunciar Jesus e evangelizar, enquanto podemos ser missionários todos os dias, em nossas atividades cotidianas. Podemos estar em missão, por exemplo, em nossos bairros, vilas, condomínios, ruas… Às vezes imaginamos algo tão grandioso e distante de nós e acabamos nem olhando à nossa volta.

Será que todos nós conhecemos a realidade de nossos bairros? Muitas vezes moramos em lugares carentes de infraestrutura e serviços públicos, e ficamos esperando a solução “cair do céu”, alguma autoridade pública tomar providências para sanar as insuficiências, enquanto poderíamos agir de alguma forma para mudarmos as coisas, nos unindo a outros jovens, a vizinhos, a toda a comunidade que anseia por melhorias.

Devido à correria do mundo atual e até mesmo ao individualismo, diversas vezes passamos por nossos vizinhos despercebidos. Não nos preocupamos mais com quem mora ao lado, não sabemos se a pessoa está bem ou se está passando alguma necessidade, não sabemos ao menos seu nome. Apenas passamos reto, entramos em nossas casas e ali ficamos em nossa zona de conforto. Todos nós, sendo partes de um corpo, do qual Cristo é a cabeça, somos chamados a sermos uma Igreja de saída e necessitamos, portanto, ir ao encontro de quem precisa (e às vezes quem mais precisa está ao nosso lado).

Assim, devemos estar sempre atentos aos que compartilham do mesmo espaço que nós. Podemos estabelecer uma relação de serviço com a comunidade, através de atividades e campanhas sociais que promovam a solidariedade entre vizinhos, nunca nos esquecendo de fazer nossa parte, através de práticas de caridade, amor e educação. Devemos mostrar Jesus aos outros através de nossas atitudes e ações, pois mesmo que não falemos Dele, as pessoas sentirão o Seu amor através de nós. Então vamos acordar, olhar ao nosso redor e começar nosso ardor missionário por aqui mesmo, em nossa rua, vila, bairro, condomínio, lugares que estão ao nosso alcance, afinal, a África é aqui!

Gabriel Oliveira é estudante e coordenador da Pós Crisma na Paróquia Cristo Operário, em Santo André.

Sobre o Autor

Para para contribuir com nossos trabalhos nos contate pelo e-mail comunicacao@setorjuventudesa.com.br.

Os comentários estão fechados.

Comente pelo Facebook