Oração Taizé – Experiência do silêncio meditativo

0

A comunidade Taizé (Lê-se Tezê) nasceu em 1940 na França, durante a Segunda Guerra Mundial, pelo Irmão Roger, que acolhia os refugiados na cidade francesa de Taizé. A iniciativa do irmão na época era criar um ambiente ecumênico de oração cristã entre todos que estavam no local, criando uma reconciliação entre membros católicos e protestantes de várias nacionalidades, por onde ao passar dos anos foram crescendo e criaram a Comunidade Taizé que se comprometem de uma vida comunitária muito simples.

A Oração Taizé se manifesta através de cânticos contemplativos e meditativos, composta de frases simples e de ícones como a Cruz de São Francisco de Assis e de um quadro de Nossa Senhora. Toda a ambientação do local também é chamada para o momento de oração contemplativa, pois tem que ser em um local silencioso pois está oração chama ao recolhimento interior e exterior.

Este momento de oração já foi apresentado pela primeira vez na diocese de Santo André em 2005, quando a cidade de Santo André foi escolhida para acolher a Jornada da Confiança, que é organizada pela Comunidade Taizé do Brasil que tem sede em Alagoinhas, Bahia. Nesta época foi a primeira vez que a Diocese e muitos jovens tiveram o contato com este momento de oração que teve a presença de jovens católicos e protestantes de diversas localidades do Brasil e de outros países.

Doze anos depois, em 2017, o Setor Juventude, com o objetivo de unir todos os jovens da diocese de diversos carismas organizou em parceria com o Setor Música a Oração Taizé no Festival Vocacional, que contou com a presença de 4.200 jovens nesta vivência. Sendo este repercutido por todos os jovens da diocese, um momento de silêncio e reflexão interior, onde muitos grupos de jovens refizeram o momento em suas respectivas paróquias.

No dia 26 de maio, às 17h30 na Matriz São José em Ribeirão Pires, aconteceu novamente a Oração Taizé, onde os jovens participantes puderam entender um pouco melhor sobre esta oração com a explicação da origem e no final uma partilha. O evento contou com a presença de 40 jovens das sete cidades. A oração em si realizada com todas as nossas forças tem muito poder, podendo transformar corações amargurados num doce, um coração fraco em um forte, sendo a oração o combustível da alma, como já dizia Santa Gertrudes “eleve a alma sedenta a Deus, a fonte da vida, e une dois entes que se amam: Deus e a alma”.

O próximo evento organizado pelo Setor Juventude será a formação do Documento 85, que é a respeito da evangelização da Juventude e será dividida em duas partes, a primeira no dia 29 de julho e a segunda parte no dia 19 de agosto. E para aqueles que não conseguiram participar da Oração Taizé no dia 26 de maio, não fiquem tristes, pois haverá mais no Festival Vocacional, fiquem ligados nas redes sociais do Setor Juventude da Diocese de Santo André.

Texto de Wellington Ferreira de  Moraes

Coordenador do Setor Juventude.

Fotos de Flávio Sá 

 

Veja mais fotos na Fãpage do Setor Juventude

Sobre o Autor

Os comentários estão fechados.

Comente pelo Facebook