Pentecostes: O Nascimento da Igreja

0

Por Camila Vitor.

A solenidade de Pentecostes nos revela em plenitude a festa da Páscoa, é com ela que terminamos o tempo pascal e recebemos o Espírito Santo, enviado pelo próprio Cristo, que derrama seus dons.

Depois que Cristo ascende aos céus, não sem antes prometer aos discípulos o Espírito Santo, “Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e sereis minhas testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria, e até aos confins da terra” (At 1,8), os discípulos, com medo dos judeus, se reúnem com Maria para rezar.

Temos ideia do estado em que se encontravam. Ninguém se tranca em algum lugar depois que seu mestre é crucificado se não estiver com medo. Os discípulos fraquejaram, mas não esqueceram da promessa de Jesus: “Não vos afasteis de Jerusalém, mas esperai a realização da promessa do Pai, da qual vós me ouvistes falar: ‘João batizou com água; vós, porém, sereis batizados com o Espírito Santo, dentro de poucos dias” (At 1,4-5)

Estando então reunidos, eis que Cristo vai ao encontro deles, em primeiro lugar dando a paz, a mesma paz Ele possui de Deus e nos envia, acalmando e alegrando o coração dos discípulos medrosos, e cumpre a promessa, batizando-os com o Espírito Santo, “Recebei o Espírito Santo” (Jo 20,22). O medo por muitas vezes nos impede de sair ao encontro do outro, nos fecha em nós mesmos. Por este motivo, Cristo envia o Espírito Santo, para dar coragem aos discípulos.

Se você já foi crismado, com certeza ouviu na hora da unção com o  óleo do Crisma Recebe por este sinal o espírito santo, dom de Deus” e depois respondeu “E contigo também” quando Dom Nelson, Dom Pedro ou o padre que lhe crismou disse “A paz esteja contigo!”. Nesse momento, você está recebendo os dons do Espírito Santo, Fortaleza, Sabedoria, Ciência, Conselho, Entendimento, Piedade e Temor de Deus, e está pronto pra fazer como os discípulos fizeram na primeira leitura de hoje, anunciar a Palavra de Deus em todas as línguas, pra que todos te entendam, porque “Há diversidade de dons, mas um mesmo é o Espírito. Há diversidade de ministérios, mas um mesmo é o Senhor. Há diferentes atividades, mas um mesmo Deus que realiza todas as coisas.” (1 Cor, 12). Percebe como a segunda leitura deste domingo tem tudo a ver conosco e com nosso servir? Cada um tem um dom recebido de Deus, e o aplica como convém para o bem comum. Uns pregam, outros intercedem, temos os que escrevem e os que cantam, e cada um completa uma parte do corpo de Cristo, que seria incompleto sem nosso servir.

Sobre o Autor

Para para contribuir com nossos trabalhos nos contate pelo e-mail comunicacao@setorjuventudesa.com.br.

Os comentários estão fechados.

Comente pelo Facebook