Phubbing: a grande ameaça para os relacionamentos

0
O desagradável costume de ficar mexendo no celular enquanto se está na presença de alguém já tem nome: “phubbing”, junção das palavras “phone” (telefone) e “snubbing” (esnobar).

Este hábito, que denota má educação e falta de respeito, está afetando osrelacionamentos, pois a tecnologia, neste caso, acaba atrapalhando a interação humana. E as consequências podem não ser das melhores.

phubbingO que é o phubbing?

O termo surgiu por iniciativa de um jovem “vítima” deste fenômeno. Ele se chama Alex Haugh, um australiano de 23 anos que decidiu criar a campanha “StopPhubbing”, que busca frear o abuso recorrente do uso de celular em momentos nos quais a pessoa se encontra com outros, seja em eventos sociais ou encontros.

“Muitos de nós vivemos isso com frequência: as pessoas prestam mais atenção no celular que em você. É um problema mundial que precisa ser discutido antes de que piore”, comentou Alex.

O jovem já conta com milhares de seguidores que apoiam seu movimento, tanto na sua página do Facebook como em seu site oficial, que apresenta números alarmantes.

Sua campanha mostra, por exemplo, que quase 90% dos adolescentes preferem o contato via texto que face a face, e que os restaurantes têm cerca de 36 casos de phubbing em cada período. Alex adverte que este fenômeno pode acabar reduzindo as relações sociais à troca de mensagens virtuais.

O líder esclarece que a campanha não tem como objetivo declarar guerra à tecnologia, mas sim incentivar as pessoas a deixarem de usar o celular enquanto estão na presença de outros.

Prisioneiros da tecnologia

A tecnologia é maravilhosa quando se faz bom uso dela. No entanto, não parece tão positiva quando as pessoas adquirem hábitos que afetam osrelacionamentos.

É uma pena que o mau uso da tecnologia substitua a valiosa interação humana. As pessoas dedicam mais tempo e atenção às telas que às pessoas, esquecendo-se talvez de que são precisamente as pessoas que nutrem a vida de valor e sentido.

Depende de cada um deixar que a tecnologia ocupe um lugar protagonista ou não. Chegou a hora de fazer uma pausa no caminho. Tomara quer não chegue o dia em que nos lamentemos por ter perdido oportunidades de desfrutar aqueles a quem amamos por estar pendentes de uma atualização de status, de uma conversa no WhatsApp ou de uma partida de Candy Crush.

sources: LaFamilia.info

Sobre o Autor

Quer fazer parte da equipe de comunicação do Setor Juventude? Entre em contato ali em cima e venha somar nessa missão de Evangelizar através dos meios de comunicação.

Os comentários estão fechados.

Comente pelo Facebook