Quando menos se espera…Deus surpreende!

0

Por Patrick Alves.

Durante toda minha adolescência nunca tive a ideia de formar uma família, ter filhos ou me casar. Não tinha ideia de como seria meu futuro. Não tinha esperanças na escola, no ensino fundamental repeti a oitava série, logo depois no primeiro ano do colegial repeti de novo, foi a gota d’água pra mim, pensei em parar de estudar ou simplesmente desistir de fazer qualquer coisa. A cada ano na escola tinha pelo menos três namoradas diferentes, raramente durava mais do que uns meses. Acabou que quando estava na minha, sem procurar por ninguém, surge uma menina diferente num dia normal de ensaios com uns amigos no Clube Santa Maria em São Caetano. Estava me alongando quando ela entrou pela porta ofegante, com as maçãs do rosto avermelhadas de tanto correr e com vergonha. Naquele momento eu não sabia como estava minha reação, mas eu sabia que estava quase babando por ela. Eu já nem lembrava mais o que estava fazendo, só queria ficar ali olhando pra ela.
Com o passar dos dias, fui me interessando mais ainda por ela, vi que éramos da mesma escola, olhava de vez em quando pra ela na saída.

Mariana e Patrick

Mariana e Patrick

Foram aparecendo apresentações do Ballet na escola e ela foi se firmando no nosso grupo, então aos poucos começamos a conversar, ela acabou virando minha parceira nas danças, fomos nos aproximando muito rápido e eu ficando cada vez mais bobo com ela.
Num certo dia, estávamos a caminho de um evento que teria no Estádio Anacleto Campanella, em São Caetano, e no meio do caminho começou um temporal, acabou que precisamos dividir o guarda chuva (que era dela), e ali uma nova faísca se acendeu.

Percebi que não teria como mais não pensar nela, começamos a sair indo e vindo por São Caetano… Até que num certo dia, fomos na festa junina do Eduardo Gomes, e quem diria que uma simples festa junina seria o pontapé inicial de um amor incondicional. Quando percebemos que não tinha mais o que fazer na escola, fomos andando por São Caetano e decidimos ir até a quermesse da Matriz. Sentamos atrás de uma barraca, passamos longos minutos nos olhando sem motivo algum, até que num momento oportuno, foi dado o primeiro beijo, o beijo que daria fim a essa etapa de conquista e nos levaria pra um novo capítulo da nossa história.  Com o nosso relacionamento sendo firmado a cada dia, ela vivia me chamando pra participar do Retiro dos jovens da paróquia dela e eu relutei até o penúltimo dia quando enfim aceitei participar.

Naquele fim de semana eu soube que queria ela pra minha vida, sabia que queria ela do meu lado, a cada dia passado no retiro eu sentia a confirmação disso no meu coração.  Foi um fim de semana abençoado, foi a confirmação de que minha vida teria uma reviravolta impactante.

Uma semana depois do Retiro, no dia 9 de agosto de 2012, a pedi em namoro. Eram horas e horas sem fim de SMS trocados, chamadas pelo MSN, não nos largamos em nenhum momento.Foram se passando os anos, uns, dois, três, quatro anos de namoro, já estávamos em outra etapa de nossas vidas.

Até que uma semana depois do Retiro do JAUAP (Grupo de jovens onde participávamos) de 2016, na confraternização que foi na casa dela, pedi para TODOS escreverem uma carta pra Mari dizendo o quão ela era especial para cada um, comprei um par de alianças douradas e escondi perto do aparelho de som. Comprei uma caixa em forma de coração, lotei de mini corações junto com as cartas dos amigos, do padre, das nossas famílias, tinha mensagem de voz do irmão dela que mora na Irlanda, seria o dia perfeito pra pedi-la em noivado.  

Fomos jogar Imagem&Ação, já estava combinado que eu seria um dos primeiros, fingi estar fazendo a mímica de alguém que perdeu um anel, ela ficando desesperada porque eu não falava se estava certo ou não as respostas dela, até que peguei a caixinha da aliança, me ajoelhei diante dela e fiz o pedido. Posso dizer que nunca vi nosso grupo de jovens gritar tanto e nunca a vi tão vermelha na minha vida. No momento do pedido tive a lembrança dela no primeiro dia que nos vimos. 

IMG-20170607-WA0049Hoje vivemos felizes e fortes, tivemos muito cuidado de Deus durante todos nossos dias. Sofremos muito como todo casal, mas passamos por cima de tudo e continuamos firmes e fortes na Rocha que é Deus.

Você já se sentiu assim? Então acredite, porque os sinais de Deus não falham, quando é pra acontecer, Ele vai te colocar no lugar certo, com a pessoa certa e vai te deixar de boca aberta. 

Lembra daquele rapaz que não queria nada com a vida? Que não tinha nenhuma visão de um futuro com alguém? Hoje, dia 09/06 ele completa 4 anos e 10 meses de namoro. E 11 meses de noivado com a mulher mais linda do mundo, faz faculdade, está forte na Igreja, nas pastorais junto com sua noiva e não vê a hora de ter sua vida estabelecida como Deus sempre quis para nós dois, em palavras de um padre amigo nosso: “Eu vejo vocês dois entrando na paróquia Nossa Senhora das Dores prontos para casar, então não desistam, persistam.”

 

Sobre o Autor

Os comentários estão fechados.

Comente pelo Facebook