Reflexão sobre o 51º Dia das Comunicações Sociais

0
(Por Camila Vitor)
Com a graça de Deus, vivemos hoje mais um dia das comunicações sociais. De modo especial aos comunicadores dos nossos tempos, vamos refletir sobre o nosso papel na sociedade em que vivemos.

Na mensagem para este dia, o Santo Padre inicia dizendo que somos como um “moinho”, que não para nunca de moer as informações que diariamente recebemos, comunicamos e interagimos, mas podemos escolher o que nele colocamos.
O maior papel do comunicador nos dias de hoje, é comunicar (notícias boas ou ruins, porque não é uma escolha exclusivamente nossa o que comunicamos) com esperança, porém não uma esperança falha, utópica e descabida, mas comunicar principalmente a firmeza  de não se deixar abater com as tragédias deste mundo em que vivemos. Isso se chama esperança cristã, aquela que prega o Cristo vivo, vencedor da morte.
Cada um que comunica a esperança cristã se torna um colaborador de Deus, já que o sofrimento, ainda que precise ser comunicado, não é o fim. A morte, ainda que aconteça, é algo natural,e não é o fim, mas é o meio pelo qual chegamos à morada eterna, aquela que Jesus nos prometeu quando se elevou ao céu.
Que sejamos cada vez mais comunicadores e colaboradores de Deus, a verdadeira Boa Nova!

Sobre o Autor

Os comentários estão fechados.

Comente pelo Facebook