Taizé na prática

0

Vamos conhecer dois testemunhos de pessoas que viveram a espiritualidade de Taizé na prática:

Carla Souto, Paróquia Nossa Senhora das Dores/Santo André Centro

Conheci a Comunidade Taizé em 2005, por meio de dois jovens baianos que apareceram em nossa paróquia, fazendo um convite para Jornada da Confiança. Na época eu ainda estava à frente da coordenação do grupo de jovens e junto com os demais aceitei o desafio, foram aproximadamente 3 meses junto com os Irmãos de Taizé, jovens de outras paróquias, e alguns jovens do Brasil e Bolívia na organização do Encontro.

Um grupo ficou responsável pela decoração, outro pelo coral, alguns pelo transporte, hospedagem… Enfim, a Comunidade Taizé dá essa possibilidade de você trabalhar naquilo que você recebe de Dom de Deus. Na Jornada (que geralmente acontece em 4 dias) recebemos jovens de todos os locais do Brasil e América Latina, eles ficaram hospedados em nossas casas, a questão de você acolher pessoas que você nunca viu também faz parte deste trabalho, onde estabelece novamente a confiança no outro.

Existe a  simplicidade de vida e orações dessa comunidade ecumênica, que vive da providência. Inclusive isso é colocado na Jornada da Confiança, que acontece graças a doação e boa vontade de muitas pessoas, trabalhos voluntários são sugeridos durante a Jornada, como visitas a orfanatos, asilos, doentes… No último dia da Jornada é feito um grande momento de comunhão, então pude ver Bispo, Padres, Pastor e Líder Espírita unidos pelo amor de um só Deus.

Posso dizer que me apaixonei, pois  a vivência de Taizé me fascina, as orações e os mantras que lhe permitem fugir desse mundo agitado e  olhar um pouco para dentro de si, de saber que independente de religião ou crença somos irmãos e que o outro precisa de mim.

Em 2006 tive a oportunidade de participar novamente da Jornada da Confiança, dessa vez em Chapecó, e foi o momento de eu ser acolhida por famílias que até nos chamavam de filhos ao final da Jornada,e  assim como em 2005, ganhei novos amigos.

Não consegui participar das outras Jornadas, mas em 2013 fiz um momento espiritual e passei dois dias na comunidade que fica em Alagoinhas – Bahia, pude rever os Irmãos que conheci no ABC e matar a saudade de tudo que vivi e que infelizmente a correria do dia a dia apagou um pouco. Eles possuem momentos de orações, trabalhos comunitários ajudando assim muito a comunidade carente ao redor, principalmente as crianças,  mas lá você chega mesmo para encontrar o silêncio e a paz. Como diz um mantra deles : “Quem anda sempre no amor, não cansa, nem se cansa.”

Leidiane Policeno–Chapecó/Santa Catarina

Recebemos a Jornada da Confiança em 2006 em nossa cidade de Chapecó, e durante a preparação eu mal poderia imaginar quão forte e marcante seria essa experiência em minha vida. Além de conhecer pessoas maravilhosas do Brasil e nossos países vizinhos (algumas inclusive ainda tenho contato graças a Deus), essa jornada me proporcionou conhecer mais da espiritualidade Taizé. Aprender a olhar para dentro de si mesmo, buscando a Deus em nosso coração, e desta forma, através de nós mesmos aprender a reconhecer nossos irmãos. Agradeço a Deus por me dar a oportunidade de viver um momento tão pleno de encontro com Deus. Um momento tão pleno de fé.
Sem dúvidas uma experiência linda, que até hoje é lembrada através dos cantos, dos momentos de oração, de agradecimento a vida.

Dia 3/09 vivenciaremos estes mesmos momentos na tenda Taizé!  

Sobre o Autor

Os comentários estão fechados.

Comente pelo Facebook