Um carnaval diferente – Testemunhos

0

Quando se aproximava o Carnaval, nós falamos sobre a importância de vivê-lo em santidade. E em nossa diocese tivemos vários eventos que promoveram momentos de espiritualidade, possibilitando uma experiência diferente do que se costuma ver no Carnaval. Confira os testemunhos de duas jovens que aproveitaram esses dias para estar mais perto de Deus e aproveitar a verdadeira alegria, em dois eventos diferentes: o Carnaval Missionário e o Rebanhão.

Carnaval Missionário

O final de semana do Carnaval foi marcado pela experiência missionária para jovens promovida por algumas paróquias de nossa Diocese de Santo André. O encontro ocorreu na Paróquia São João Batista no Rudge Ramos, de sábado a segunda-feira, e contou com a participação das seguintes paróquias: Paróquia São Pedro e São Paulo, SBC – Paróquia São João Batista, SBC – Paróquia São João Batista, Mauá – Paróquia Nossa Senhora das Graças, Santo André. O primeiro Carnaval Missionário reuniu os jovens para momentos de espiritualidade, formação e missão, buscando trazer para a realidade do jovem o que significa ser uma Igreja em saída, ideia tão propagada pelo Papa Francisco. Para sabermos um pouco do que foi essa experiência, colhemos o relato da Danieli Galdino (Paróquia São Pedro e São Paulo):

Jovens missionários numa igreja em saída                                                            

Ao iniciar o Carnaval Missionário era engraçado observar os jovens presentes, todos ansiosos, curiosos, e até mesmo com medo, isto pelo fato de não saberem quais seriam as famílias que iriam recebê-los, mas a maior surpresa se deu pelo seguinte fato: jovens reunidos em pleno carnaval para falar de missão nos dias de hoje?

Jesus a todo o momento em seus evangelhos nos convida a caminhar e seguir seu exemplo. Por exemplo, quando Jesus curou o paralítico: Ele atravessou em uma barca a margem e chegou até sua cidade. Levaram até ele um paralítico deitado numa cama. Vendo a fé que eles tinham, Jesus disse ao paralítico: “Coragem filho! Os seus pecados estão perdoados”. (Mt 9,1-2). Este trecho serve para dizer que Jesus não esta ali apenas de corpo presente, mas foi ao encontro do coração do paralítico e é isso que é falar de Jovens Missionários em saída, sair do nosso eu e entrar, entregar-se de coração ao próximo para testemunhar o Evangelho de Jesus.

Nesses dias, os jovens das quatro paróquias participantes partilharam conhecimentos, testemunhos de vida e felicidade, abrindo o coração para conhecer novas famílias, novos jovens e Missionários de outras nações. E como falar de missão e não falar dos nossos continentes? Em uma noite ocorreram apresentações onde cada paróquia teve de, com criatividade, falar sobre história, características e diferentes culturas dos cincos continentes, mas o intuito não era apenas demonstrar as diferentes culturas, e sim quebrar as barreiras entre as nações, promovendo o encontro com o outro para levar o Evangelho de Jesus. Tivemos também o grande prazer em ouvir testemunhos de missionários que vieram de outros países para o Brasil.

Essa nova experiência fez com que todos crescessem de alguma maneira e pudemos testemunhar a maravilha que foi o Carnaval Missionário aos jovens que ali não puderam estar presentes. Que venham outros Carnavais Missionários! Agradecemos a todos sem exceção que trabalharam para que desse tudo certo neste maravilhoso encontro.

Rebanhão

É um evento que marca o carnaval de diversas comunidades espalhadas pelo Brasil, e a Camila Zamberlan da Paróquia São João Batista de São Caetano do Sul nos conta um pouquinho desse lindo encontro:

Nos dias 14, 15, 16 e 17/02 o Brasil parou. No país inteiro escolas de samba, blocos, muita, mas muita gente vivendo os desejos da carne sem ver o amanhã. E uma frase que li no Facebook me marcou muito durante o final de semana: “A alegria do mundo começa com diversão e termina em cinzas. A verdadeira alegria começa nas cinzas e termina com a ressurreição e a vida eterna.”

Confesso que não sei quem foi o primeiro a dizer isso, mas nossa, como eu me identifiquei. É assim mesmo. E a juventude de Santo André escolheu um tipo diferente de festa para esses dias. Escolheu festejar com o Espírito Santo a alegria que só Ele é capaz de proporcionar.

Assim, iniciava-se o Rebanhão de Carnaval, moldado e guiado pelo tema de Gálatas 5, 25: “Se vivemos pelo Espírito, andemos também de acordo com o Espírito.”. Viver pelo Espírito, se deixar conduzir pelo Espírito, deveria ser mais fácil, se não fossem as coisas que o mundo oferece. Mas nesse final de semana aprendemos como colocar em prática esse ensinamento deixado para nós: viver da forma que Deus quis pra nós.

Perdoar é essencial, e assim começou o final de semana, pois o fruto do Espírito é a paz, além da caridade, alegria, paciência, afabilidade, bondade, fidelidade, brandura e temperança. Um ensinamento deixado há tanto tempo, mas no qual sobretudo a juventude precisa muito se aprofundar.

Felizes somos nós, jovens de Santo André, que escolhemos o Espírito Santo pra nos ensinar e nos guiar todos os dias, e não as tentações da carne. Felizes somos nós que construímos o Reino de Deus na terra.

O Rebanhão foi incrível. Diferente? Com certeza! Sempre é. Nós estamos acostumados à convivência com jovens, com um louvor que tenha danças elaboradas, e conviver com os grupos de orações de nossas cidades nos tira da nossa zona de conforto. Estranhamos algumas coisas, conhecemos músicas que talvez ouvimos uma ou duas vezes na vida, ou nunca. Ensinamos.  Aprendemos. Aprendemos muito. E como foi lindo. Ver todos misturados, dançando, clamando por um Espírito que nos une e nos faz melhores. Acolhendo a Jesus Eucarístico e rezando uns pelos outros.

Fomos chamados à liberdade, assim já dizia Paulo, e escolhemos viver nossa liberdade com Jesus. E não há escolha melhor. Acordando cedo e passando o dia inteiro acompanhados daqueles que amamos e que caminham conosco. Quantas lágrimas, quantos sorrisos, confidências trocadas. Ao chegar em casa no sábado à noite, procurei a palavra ‘rebanhão’ nas hashtags do Instagram e encontrei fotos de centenas de jovens celebrando o carnaval com Jesus.  Unidos por um tema, unidos por Jesus e levantando um grande clamor em todos os momentos dos quatro dias. Não saberia calcular as estatísticas, mas tenho certeza que em algum momento estávamos todos orando juntos, e o Céu se encheu de alegria, os anjos de Deus estavam conosco. Tem anjos voando nesse lugar, no meio do povo, em cima do altar, subindo e descendo em todas as direções, lembram? E eles estavam em todas as cidades de nossa Diocese.

E estamos preparados, preparados pra nos aprofundar em oração e desfrutarmos dos frutos do Espírito para vivermos uma Quaresma mais plena, mais voltada à oração, ao jejum, à penitência, para assim estarmos prontos pra viver com Jesus esses 40 dias até a felicidade máxima, que é a da nossa Salvação pela cruz e a Ressurreição d’Aquele que nos salvou.

Juventude, o nosso servir e caminhada nas nossas paróquias e na nossa região foram sonhados por Deus, a nossa alegria e a nossa organização que por muitas vezes acaba se bagunçando um pouco pela falta de experiência. Nossas falhas, quando estamos tentando acertar, foi tudo sonhado por Deus. Ele já sabia, e Ele se alegra por ter nos dado o livre arbítrio e ver que escolhemos por Ele, escolhemos o Espírito Santo. Que possamos viver essa Quaresma nos lembrando daquilo que vivemos e que Deus colocou em nossos corações no carnaval.

Esqueçamos as intrigas em nosso convívio, aquele monstrinho que vem colocar em nossa mente que devemos nos comparar aos outros irmãos. Peçamos perdão, acima de tudo. A Deus e àqueles que nos levam pra mais perto de Deus. O Espírito Santo nos dá a bondade, a caridade que devemos praticar a partir de agora. Oremos mais, agradeçamos mais. Ao acordar peça todo dia pelo Espírito na sua vida. Sim, aquele de quem você ouviu tanto no final de semana, e que realizou maravilhas em você nesses quatro dias. Pois aconteceu comigo, e acontece com todos aqueles que se entregam. E acontece todo dia, se nos abrirmos a isso e pedirmos a Deus!

Eclo 51, 37-38: “Que vossa alma se regozije na misericórdia de Deus! E não sereis humilhados quando o louvardes. Cumpri vossa tarefa antes que o tempo passe e, no devido tempo, ele vos dará a recompensa.”

Felizes somos nós, que escolhemos a alegria verdadeira! Foi um final de semana de aprendizado, acima de tudo, e agora saímos e mostramos ao mundo as maravilhas que Deus nos ensinou. 

 

Sobre o Autor

Os comentários estão fechados.

Comente pelo Facebook