Vocação: Chamado de Deus, resposta humana

0

Vocação é o mesmo que “chamado”. Todo o chamado requer uma resposta àquele que chama.A resposta é sempre opção livre de quem é chamado. Pode ser SIM ou NÃO. Portanto, a vocação acontece no diálogo. É o encontro de duas liberdades, a absoluta liberdade de Deus, que chama, e a liberdade humana que responde a esse chamado. Há um chamado fundamental à vida e à santidade com modos diferentes de se responder. A santidade é chamado de toda a Igreja por ocasião do batismo que a insere na vida divina. A essas maneiras diversas de respostas chamamos de Vocação Específica.

Vocação à Vida

Deus é Amor para com todas as criaturas. A vocação das criaturas é, portanto, o chamado de Deus à existência. “E Deus viu que tudo era bom” (cf. Gn 1,31).

Vocações Específicas, não é um mesmo chamado para todos há formas variadas de responder ao chamado de Deus, cada um é chamado a viver a santidade de um modo específico. A vocação fundamental humana pode ser vivida de modos diferentes. São diversos os caminhos para o Amor:

Vocação do Leigo

Muitas vezes, o termo “Leigo” é compreendido erroneamente. Quando alguém é leigo em determinado assunto, não entende da coisa ou não participa de determinada área… Não é esse o conceito que adotamos. Leigos são todos aqueles chamados à viver a semelhança de Deus, conformando sua vida aos testemunhos e ensinamentos do Cristo, como solteiro ou casados. Vem de uma palavra grega “laos” que quer dizer “povo” A vida de solteiro reporta à vocação específica do próprio Cristo que permaneceu, por chamado de Deus, neste estado para dispor de suas capacidades e dons a serviço da humanidade. Deste modo, ser solteiro não é simplesmente a negação do ser casado. Infelizmente, ainda existem preconceitos sobre os que não se casam. Isto tem gerado não só casamentos assumidos sem vocação, mas também opções por vida religiosa e sacerdotal mal fundamentadas, resultando no desencadear de um processo de infelicidade e frustração.

No matrimônio, duas pessoas são chamadas a construir uma comunidade de vida e de amor. Fundamentado sobre a rocha firme e sólida que é Jesus Cristo, o matrimônio cristão é indissolúvel, porque a aliança de Cristo conosco é eterna. No mundo da família e do trabalho, o Leigo, solteiro ou casado, é chamado a ser sinal do Cristo e do seu Evangelho. Cristo prestou o maior serviço à humanidade. O Leigo é chamado também a servir, pela sua capacidade profissional, seus dons e habilidades. Reconhecendo ser a dimensão fraterna uma importante expressão de sua vocação, é também missão do leigo buscar a implantação do Bem Comum, essência da verdadeira Política. Para isso, é importante sua integração em todos os meio que busquem o bem de todos: partidos, associações, sindicatos e outros organismos que se fundamentem nos ideais evangélicos. Na Igreja, o Leigo é chamado a assumir ministérios, para, através desses serviços, para experimentarmos o Reino de Deus já aqui, enquanto aguardamos sua plenitude. A Igreja é toda ministerial e, por isso, cabem aos Leigos encargos especiais de evangelização, nas mais diversas pastorais. Em síntese, os Leigos são aqueles homens e mulheres que, agindo à luz da fé e da Palavra de Deus, movidos pelo Amor, procuram infundir o espírito evangélico em todas as realidades temporais, como família, a cultura, as artes, as profissões, as instituições políticas.

Conclusão

Todas as Vocações são belas. Nenhuma é mais importante do que a outra. Toda vocação é para servir. Fomos todos chamados para essa missão. Toda Vocação está ligada ao serviço, à doação. Doação sem reservas por causa de Cristo, para construir o seu Reino. A realização da pessoa consiste em acertar a própria Vocação e, assim, cumprir a tarefa que só a ela cabe.

E você já pensou à que Deus o chama?

Adaptado de:

http://www.franciscanostor.org.br/artigos/Endendendo%20a%20Voca%C3%A7%C3%A3o.htm

 

Serviço de Animação Vocacional

Diocese de Santo André

Sobre o Autor

Quer fazer parte da equipe de comunicação do Setor Juventude? Entre em contato ali em cima e venha somar nessa missão de Evangelizar através dos meios de comunicação.

Os comentários estão fechados.

Comente pelo Facebook